ZONAS MULTIPROPOSITO CON DESCUENTOS PUENTUALES 10%
DESCUENTOS PUNTUALES 10%

COMO UTILIZAR O CBD PARA REDUZIR A ACNE

COMO UTILIZAR O CBD PARA REDUZIR A ACNE

A acne é uma das doenças de pele mais comuns com 90% de prevalência em adolescentes (1).

Embora não represente uma doença perigosa, pode afetar negativamente a qualidade de vida, especialmente nas suas formas mais graves, onde o estigma social pode levar a consequências negativas, especialmente a nível psicológico.

É sabido que a acne tem uma patogénese multifatorial, nomeadamente:

  • idade jovem e história familiar
  • stresse psicológico
  • distúrbios hormonais
  • hábitos alimentares e ingestão de medicamentos
  • fatores de higiene

Os primeiros passos no processo são o aumento da produção de sebo (o óleo natural da pele) e a alteração da sua composição. Estas alterações facilitam o entupimento dos folículos capilares em que as bactérias da acne podem crescer e inflamar as glândulas sebáceas. A composição sebácea alterada agrava a condição inflamatória que, por sua vez, estimula a produção de mais sebo, fechando um círculo vicioso.

As consequências a nível sintomatológico são o aparecimento de pequenas lesões cutâneas e colisões (espinhas, pontos negros ou comedões) que podem ser localizadas tanto na superfície como no fundo, causando dor, inflamação, descarga de pus e manchas ou cicatrizes na pele. As protuberâncias aparecem geralmente no rosto e na testa, mas também podem ocorrer na parte superior do peito, na parte superior das costas e nos ombros.

Os tratamentos medicamentosos mais utilizados (à base de isotretinoína) podem levar a uma melhoria considerável dos sintomas, mas têm efeitos secundários graves.

A incapacidade de estudar a acne em animais complica a investigação científica, mas estudos in vitro têm observado a influência do sistema endocannabinóide na produção de sebo nas glândulas sebáceas dos folículos pilosos.

COMO FUNCIONA O CBD PARA A PELE

O SEC, o sistema fisiológico que se dedica a manter o equilíbrio do corpo, ao influenciar e modular a maioria das nossas funções fisiológicas, está presente em quase todos os órgãos, incluindo a pele.

Especificamente, os recetores endocannabinóides CB1 estão presentes nos nervos cutâneos, folículos capilares e menos frequentemente nas fibras nervosas; os recetores CB2 estão presentes na derme reticular e papilar, nos folículos capilares e por vezes nos nervos cutâneos. A presença difusa de recetores TRPV, responsáveis pela sensação de dor, e a expressão em células sebáceas de recetores GPR119 também devem ser lembrados.

Na pele, o SEC regula diferentes mecanismos:

  • o crescimento e a diferenciação celular na pele
  • a produção de sebo, o óleo natural da pele
  • a resposta inflamatória

Em particular, a estimulação dos recetores CB2 leva a um aumento da produção de sebo, portanto, em caso de acne, estes devem ser inibidos para tentar facilitar o efeito exatamente oposto.

EFEITOS DO CBD NA ACNE

Ao considerar a importância do SEC nos mecanismos cutâneos envolvidos na patogénese da acne, o uso de fitocannabinóides pode melhorar significativamente tanto a ocorrência de acne como os seus sinais e sintomas.

Em particular, a utilização do CBD pode proporcionar maiores benefícios devido à sua atividade moduladora do SEC e às suas propriedades anti-inflamatórias.

Estudos recentes (2)(5) in vitro (ou seja, experiências com tecidos celulares) mostraram que o CBD pode melhorar significativamente a sintomatologia da acne através de diferentes mecanismos:

  • modula e normaliza os diferentes agentes que o facilitam, tais como o ácido araquidónico
  • reduz a proliferação de sebócitos através de canais de TRPV
  • modula e reduz a resposta inflamatória do corpo
  • atua como um antibacteriano contra as bactérias da acne

Evolución del acné de una paciente tras usar crema hidratante de CBD

Estes estudos demonstraram que não só o CBD, mas também outros fitocannabinóides como o CBC, o CBDV e o THCV mostram um claro efeito anti-acne, enquanto que a CBG, pelo contrário, facilita o aparecimento da acne.

No entanto, o potencial do CBD revela-se mais amplo devido à sua capacidade de melhorar outros fatores (especialmente a nível psicológico) que podem facilitar o aparecimento da acne ou aparecer como as suas consequências. Em particular, o CBD pode:

  • proporcionar um efeito analgésico e sedativo
  • modular e normalizar a atividade hormonal
  • estimular indiretamente a atividade do SEC, a fim de reduzir o stresse tanto mental como físico  Artigo sobre o CBD e o stresse
  • ativar os recetores dopaminérgicos 5-HT1a para melhorar o humor e melhorar os sintomas de ansiedade e depressão
  • facilita a regeneração das células da pele e o desaparecimento de sinais físicos tais como irritações, feridas e cicatrizes.

Graças a estes efeitos, o CBD também poderia ser útil para doenças cuja patogénese é semelhante à acne, como no caso da psoríase em que os fatores psicológicos (stresse e ansiedade) desempenham um papel fundamental.

EXEMPLOS DE EFEITOS DO CBD NA ACNE: CASOS CLÍNICOS

Vários ensaios clínicos sobre a utilização de CBD sintético em doentes com acne estão atualmente em curso (10) (11) (12). Os resultados iniciais mostraram, sobretudo, um excelente perfil de segurança e uma redução muito significativa (47%) nas lesões inflamatórias após apenas 4 semanas de tratamento, bem como uma melhoria significativa nas lesões não-inflamatórias.

Estes resultados são consistentes com outros estudos sobre voluntários (3).

PRECAUÇÕES AO TOMAR CBD PARA A ACNE

A forma mais apropriada de utilizar o CBD para melhorar os sintomas da acne é tópica, ao concentrar-se o efeito apenas na área de aplicação através de produtos tais como cremes, pomadas e óleos. A vantagem da utilização externa é a possibilidade de agir diretamente sobre a área afetada, e aumentar assim a biodisponibilidade e a eficácia contra os sintomas físicos. A desvantagem da utilização externa é a ausência de um efeito sistémico, uma vez que o CBD não entra na corrente sanguínea e, portanto, não atua contra sintomas psicológicos ou modula o sistema hormonal. Para lidar com este tipo de sintomas, o método mais recomendado é o uso interno, especificamente através da via sublingual, embora na Espanha ainda não seja permitido ou regulamentado, ao contrário do que acontece noutros países.

TIPOS DE ACNE QUE PODEM SER TRATADOS COM CBD

Via externa

  • cremes, pomadas: é aconselhável utilizar uma pequena quantidade (o tamanho de um feijão...) aplicada diretamente na área afetada 3-4 vezes por dia, e esfregar suavemente para facilitar a absorção.
  • óleo facial e soro: é aconselhável utilizar um óleo de baixa concentração (máximo 3%), e aplicar 2-3 gotas diretamente na área afetada 3-4 vezes por dia e esfregar suavemente para facilitar a absorção, que pode ser mais lenta do que os cremes e óleos.

 

Via interna (não regulamentada na Espanha)

Óleo sublingual: internamente, existe uma dosagem ótima para cada pessoa, uma vez que depende de muitos fatores, portanto a melhor maneira é começar com uma dose mínima (1-2 gotas) de um óleo de baixa concentração (3% ou 5% segundo o caso) aplicado e mantido sob a língua durante 60-90 segundos e aumentar gradualmente a dose até que os efeitos apareçam.

COMO USAR ÓLEO DE CANNABIS PARA A ACNE

O CBD é uma substância muito segura, embora quando administrada em doses elevadas e numa base contínua, os efeitos secundários sejam geralmente leves a moderados.

A nível interno é importante poder verificar possíveis interações farmacológicas, enquanto que com o uso externo é apenas necessário verificar se não ocorrem reações alérgicas, por isso é muito importante não exceder a dose indicada para que tais reações não apareçam.

Em geral, é altamente aconselhável consultar profissionais de saúde especializados no uso terapêutico da Cannabis.

Bibliografia

1 – https://www.elmundo.es/elmundosalud/2009/03/11/pielsana/1236798867.html

2 – Oláh, Attila & Markovics, Arnold & Szabó-Papp, Judit & Szabó, Pálma & Stott, Colin & Zouboulis, Christos & Bíró, Tamás. (2016). Differential effectiveness of selected non-psychotropic phytocannabinoids on human sebocyte functions implicates their introduction in dry/seborrheic skin and acne treatment. Experimental dermatology. 25. 10.1111/exd.13042. 

3 – Palmieri, Beniamino & Laurino, Carmen & vadalà, Maria. (2019). A therapeutic effect of cbd-enriched ointment in inflammatory skin diseases and cutaneous scars. La Clinica terapeutica. 170. e93-e99. 10.7417/CT.2019.2116. 

4 – https://www.niams.nih.gov/es/informacion-de-salud/acne#tab-overview

5 – Oláh, Attila & Toth, Balazs & Borbíró, István & Sugawara, Koji & Szöllõsi, Attila & Czifra, Gabriella & Pal, Balazs & Ambrus, Lídia & Hundt, Jennifer & Camera, Emanuela & Ludovici, Matteo & Picardo, Mauro & Voets, Thomas & Zouboulis, Christos & Paus, Ralf & Biro, Tamás. (2014). Cannabidiol exerts sebostatic and antiinflammatory effects on human sebocytes. The Journal of clinical investigation. 124. 10.1172/JCI64628. 

6 – Sheriff, Tabrez & Lin, Matthew J. & Dubin, Danielle & Khorasani, Hooman (2019). The potential role of cannabinoids in dermatology, Journal of Dermatological Treatment, 31:8, 839-845, DOI: 10.1080/09546634.2019.1675854

7 – Kupczyk, Piotr & Reich, Adam & Szepietowski, Jacek. (2009). Kupczyk P, Reich A, Szepietowski JC.Cannabinoid system in the skin – a possible target for future therapies in dermatology. Exp Dermatol 18:669-679. Experimental dermatology. 18. 669-79. 10.1111/j.1600-0625.2009.00923.x. 

8 – Eagleston, Lauren & Kuseh Kalani Yazd, Nazanin & Patel, Ravi & Flaten, Hania & Dunnick, Cory & Dellavalle, Robert. (2018). Cannabinoids in dermatology: A scoping review. Dermatology online journal. 24. 10.5070/D3246040706. 

9 – Dobrosi, Nóra & Toth, Balazs & Nagy, Georgina & Dozsa, Aniko & Géczy, Tamás & Nagy, Laszlo & Zouboulis, Christos & Paus, Ralf & Kovács, László & Biro, Tamás. (2008). Endocannabinoids enhance lipid synthesis and apoptosis of human sebocytes via cannabinoid receptor-2-mediated signaling. FASEB journal : official publication of the Federation of American Societies for Experimental Biology. 22. 3685-95. 10.1096/fj.07-104877. 

10 – Zouboulis, C.(2020) Endocrinology and immunology of acne: Two sides of the same coin Experimental Dermatology 29 : 840 – 859.

11 – Kircik, Leon H. (2019) What’s new in the treatment of acne vulgaris. Cutis 104(01):48-52

12 – Spleman, L. & Sinclair, Rodney & Freeman, M. & Davis, M. & Gebauer, K.. (2018). 1061 The safety of topical cannabidiol (CBD) for the treatment of acne. Journal of Investigative Dermatology. 138. S180. 10.1016/j.jid.2018.03.1074.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CBD, o seu momento diário da natureza.
Descubra todos os nossos produtos
Ir para a loja
Cuando la tecnología y la naturaleza se unen, el resultado es BEEMINE
Tienda

Subscrever a Newsletter

usercartmagnifiercrosschevron-downplus-circle
0
    0
    O meu carrinho
    O carrinho está vazioVoltar à loja